Projeto imobiliário contempla a construção de 800 fogos a 30 minutos da capital.

A urbanização Portela da Vila, junto a Torres Vedras, foi pensada para albergar perto de três mil residentes.

A LeapAssets, especializada em consultoria e gestão de investimentos, está apostada em colocar Torres Vedras no mapa da habitação da Grande Lisboa. A empresa acaba de dar o pontapé de saída para o desenvolvimento do empreendimento Portela da Villa, que prevê a construção de 800 fogos, entre moradias e apartamentos, espaços de retalho e serviços. O investimento total do projeto ascende a 200 milhões de euros e deverá estar concluído num prazo de cinco anos.

A LeapAssets vai promover 119 lotes, num modelo de investimento trifásico. Segundo avança em comunicado, o objetivo é desenvolver dois terços dos 119 lotes para construção com fundos próprios, e/ou em co-parceria com outros promotores, e com o fundo de capital de risco BlueCrow Development Fund I – Portuguese Property Fund. Este fundo foi lançado em março e está focado no desenvolvimento imobiliário no Oeste, especificamente no empreendimento Portela da Villa. O terço remanescente dos lotes será colocado à venda para desenvolvimento por promotores externos ou famílias que idealizem a sua casa de sonhos.

Neste momento, há duas moradias em banda em construção e já em comercialização. O próximo passo é edificar um prédio residencial com 8 a 10 fogos, cuja conclusão está prevista para o início de 2025. Este é o primeiro dos “vários projetos planeados para um futuro próximo, com características semelhantes”, diz.

Para a LeapAssets, o Portela da Villa é “uma solução para os desafios que o país enfrenta no acesso à habitação, marcados pela escassez de uma oferta adequada à capacidade financeira das famílias de classe média”. Segundo sublinha no comunicado, o empreendimento irá proporcionar qualidade de vida, segurança, sustentabilidade e mobilidade, com preços ajustados aos rendimentos da classe média. Está previsto que seja morada de cerca de três mil pessoas quando estiver totalmente construído.

A Portela da Villa está localizada a cinco minutos de Torres Vedras e a 30 minutos de Lisboa, sem sofrer a pressão das grandes cidades, frisa ainda LeapAssets.

“Mais do que um investimento imobiliário, queremos fazer parte da solução para a crise habitacional que Portugal atravessa e a qual acreditamos que ainda se vá estender por alguns anos. O nosso foco é criar habitação para as famílias portuguesas, adequada ao seu rendimento, sem que isso implique prescindir do seu bem-estar, da proximidade, serviços, educação, comércio e cultura, e do acesso a uma casa de qualidade”, afirma no comunicado Georges Bou Jaoude, diretor geral da LeapAssets.

O projeto inclui valências como jardim público, com quiosque e esplanada, zonas de lazer e bem-estar como pista de fitness, horta comunitária, uma área de barbecue e piquenique e espaços de apoio para animais de estimação, tratamento dos resíduos e mobilidade.

https://www.dinheirovivo.pt/empresas/imobiliario/investimento-de-200-milhoes-poe-torres-vedras-as-portas-de-lisboa–16292063.html